quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

PRF em Parnaíba apresenta redução de mortes no trânsito

Operações da Polícia Rodoviária Federal no litoral do Piauí que foram registradas nos anos de 2015 e 2016 apontam no comparativo que houve uma redução de 12,7% nos números de acidentes, uma redução de 14,2% no numero de vítimas fatais e um aumento de 2,8% de feridos em acidentes de transito nas rodovias federais que passam pelo litoral do Piauí.
Por ano foram registrados 25 mortes em 2014, foram 14 mortes no ano de 2015 e em 2016, a Polícia Rodoviária Federal registrou 12 mortes. Este ano, até hoje (18/01) são 75 dias sem mortes no trânsito nas rodovias federais. Portanto, uma redução gradativa nos últimos anos. Somente em 2016 foram 5.458 pessoas sensibilizadas em atividades de educação para o trânsito. Segundo Claudiomar Ferreira de Medeiros Filho, chefe da Delegacia da Polícia Rodoviária Federal em Parnaíba, a redução no número de acidentes e mortes se deve a um trabalho preventivo de educação no trânsito.
Ainda segundo os dados comparativos, as mortes por tipo de veículo em 2016, segundo registros da Polícia Rodoviária Federal, mostram que o automóvel e a bicicleta estão em 17% dos casos cada um, sendo que 66% das mortes com algum tipo de veículos são com motocicletas. Claudiomar Ferreira destaca, a alcoolemia como uma dos agravantes nestes acidentes envolvendo motociclistas.
No litoral do Piauí, a infração de trânsito mais cometida em 2016, foi transitar com velocidades acima da máxima permitida. Foram 1727 casos registrados. Realidade esta que pode aumentar a possibilidade de mais acidentes acontecerem. Desde 2014 não houve mais acidentes por atropelamento de pedestres nas rodovias federais de Parnaíba. Com a base de dados é possível avaliar as próprias ações e buscar estratégias para sanar deficiências no tráfego no litoral.
Fonte: Portal Costa Norte | Edição: SIM NOTICIAS