segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Sobre a Truculência e a Liberdade de Imprensa

Nesse domingo, 31 de Julho, foram realizadas as convenções de boa parte dos partidos da situação e que comporão a aliança para reeleição do prefeito. Era para ser um momento festivo, uma festa da democracia, e a consagração de uma extensa aliança de partidos, costurada com pesado apoio do governador, que deveriam representar a segurança de uma vitória fácil nas urnas. Mas alguma nuvem pesada pairava no ar da FATECI, local do evento.

O prefeito em sua fala, nervosa, focou seu discurso em atacar seus adversários, virulentamente, algo estranho para quem deveria estar se sentindo seguro; agrediu inclusive o jovem jornalista Costa Cruz que estava cobrindo a convenção para constar de sua coluna política no Tribuna de Parnaíba. Talvez a nuvem negra que tirou o prefeito da serenidade seja saber que o povo de Parnaíba já lhe dá um índice de rejeição impressionante para um político jovem e que o deputado José Hamilton não acredita mais em sua capacidade de liderar nossa cidade, sua ausência na convenção de ontem é um recado claro para quem o conhece.

Mas essa agressividade não é papel adequado para o prefeito, nem para um candidato à prefeito de Parnaíba; o jornalista Costa Cruz estava exercendo seu ofício, o de informar a população, e não servindo de espião da oposição, até porque, sendo a convenção um evento público, não há o que esconder. Ao dizer, agressivamente, que ele estava ali para gravar o discurso do prefeito para levar à família Moraes Souza, imediatamente trouxe para o jornalista Costa Cruz a hostilidades de alguns que se aproximaram de maneira nada amigável, resultando que ele teve de sair do local sem cobrir a totalidade do evento.
O prefeito já vem demonstrando despeito com qualquer jornalista que não esteja na gorda folha de pagamento da prefeitura, poucos meses atrás atacou de maneira covarde o jornalista Bernardo Silva durante uma cerimônia na Câmara de Vereadores(ato de entrega do titulo de cidadão Parnaibano ao seu Deputado Estadual, o Petista Fabio Novo), agora repete com o jornalista Costa Cruz.

No Tribuna de Parnaíba temos uma posição de oposição à gestão Florentino, fazemos crítica baseada em fatos, dados, o que deve incomodar muito. Somos um dos blogs com mais leitores na cidade, temos credibilidade. Não aceitamos como razoável que um líder político agrida a imprensa diante de matérias expondo a realidade de sua gestão. Nem Bernardo Silva, nem Costa Cruz, em momento algum, fizeram ataques pessoais ao prefeito, nunca denegriram sua honra, privacidade e dignidade, merecem, como toda a imprensa, tratamento respeitoso.

Até pouco tempo a cidade não sabia do rombo milionário que o senhor causou na prefeitura, não sabia de seu desrespeito à lei ao não conceder alvará aos mototaxistas, não sabia que o senhor viola lei de responsabilidade fiscal e que são muitos os motivos que podem lhe levar à inelegibilidade. Não temos alegria em noticiar isso, preferíamos, mesmo oposição, saber que nossa cidade está sendo conduzida com bom senso e respeito, mas estamos cumprindo nosso papel legítimo de informar a população.

Manteremos nossa postura crítica à sua gestão, sr. prefeito, manteremo-nos fora de sua folha de pagamento, a democracia exige oposição, seja a oposição partidária, que o senhor cooptou mantendo uma câmara de vereadores submissa, seja a oposição na sociedade civil. Sem respeito à oposição e seu papel fundamental na democracia, rumamos para uma ditadura.

O Tribuna de Parnaíba quer deixar explicito nosso desagrado e nos solidarizar com o jornalista Costa Cruz. Se o prefeito é, como diz, um homem obediente à Lei, sabe que errou e deve, no mínimo, um pedido formal de desculpas ao jornalista e ao Tribuna.
Tribuna de Parnaíba