segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Água em péssimo estado faz moradores adoecerem em município do Piauí

Após diversas denúncias sobre a água contaminada por clorofórmios fecais no bairro Renascer II em Campo Maior, o SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Campo Maior), apresentou nota de esclarecimento sobre a matéria publicada pelo 180, afirmando que cumpriu todas as determinações legais e que já está cuidando do problema da água no bairro. A reportagem voltou ao local na manhã desta segunda-feira (20/02) e viu que a situação da população continua caótica.
Contudo ao chegar no bairro, constatou-se que os moradores estavam em situação pior do que antes, pois agora estão adquirindo doenças de pele, em decorrência da água recebida.
O SAAE, que já havia sido condenado a fornecer três litros de água por morador no bairro Renascer II, sob pena de pagar multa diária, disse em nota que: “Decisão judicial é para ser cumprida”, contudo os moradores afirmam que desde que receberam as casas do conjunto habitacional, nunca tiveram qualquer posicionamento da empresa, muito menos água potável para beber, e que antes, eles mandavam carros Pipa, para fazer a drenagem das foças, agora nem isso estão atendendo.
Ao conversar com os residentes do bairro sobre o descumprimento da liminar que obrigava o SAAE a fornecer água, a grande maioria afirmou estar comprando água em comércios e ainda pagando a conta de água para o SAAE, além de solicitar a drenagem das fossas e ter que pagar por fora, pedreiros, para fecharem as mesmas que estão estourando.
"A água daqui é péssima, é merda pura, aqui quase todo mundo no bairro está com problema de pele por causa disso. Para beber a gente tem que comprar água caríssima, pois se beber essa água da torneira é certeza que vai ficar com diarreia", diz uma moradora revoltada.
Fonte: 180 Graus | Edição: SIM NOTICIAS