domingo, 31 de janeiro de 2016

Carro com trava especial é apreendido com quase cinco quilos de cocaína

Um carro transportando quase cinco quilos de cocaína foi interceptado por volta das 23h de sexta-feira (29/01) no posto fiscal da Polícia Rodoviária Federal, localizado no quilômetro 33 da BR-343. A intervenção foi feita através de uma ação da Polícia Federal, a Polícia Rodoviária Federal e a Polícia Militar.

Segundo o delegado Marcos Roberto, a Polícia Federal recebeu uma denúncia de que um carro estava fazendo o transporte da droga para esta região. O carro interceptado foi um Fiat/Palio Ex Flex, modelo 2006, de cor prata, placas HPZ 9627 Teresina (PI), conduzido por Lucas Berg Santana Alves, 25 anos, e que estava na companhia de Alexssandra Cristina Rodrigues Holanda.
Lucas disse que estava paquerando Alexandra Holanda há 15 dias e seguiam para Luís Correia onde passariam o final de semana se divertindo. Ela disse que não sabia que Lucas estava transportando drogas. Os policiais apreenderam 4,780 Kg de pasta base de cocaína que estava dentro do painel do carro.
Para ter acesso a droga era necessário ligar o carro, acender os faróis em luz alta, acionar o pedal de freio e apertar um botão debaixo do condicionar de ar. De outra forma era muito difícil ter acesso a droga, que estava muito bem escondida com o sistema de trava. O compartimento secreto foi descoberto quando durante a vistoria, um policial viu a droga. O sistema de trava impossibilita a abertura do painel.
Segundo relatou Lucas Alves, para a autoridade policial, o veículo foi repassado pelo próprio traficante por dispor deste sistema que esconde a droga. Informou ainda que a aquisição foi feita na cidade de São Paulo (SP) no valor de R$ 10.000,00 de 10 quilos de cocaína. Lucas saiu de Teresina às 19h, o mesmo tem endereço no Bairro Porto Alegre em Teresina (PI). O caso foi levado para a delegacia de Policia Federal de Parnaíba. Alexssandra Cristina Rodrigues Holanda e Lucas Berg Santana Alves foi autuado por tráfico de drogas, o carro está apreendido.

Marcos Roberto, o delegado de Polícia Federal de Parnaíba; e o major Adriano Lucena, comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar do Piauí
Fonte: Daniel Santos / Portal Costa Norte