sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

35 delegacias estão em situação caótica no Piauí, segundo Sindepol

Pelo menos 35 delegacias de todo o Piauí estão em situação caótica, desumana e insalubre. A denúncia é do Sindicato dos Delegados de Polícia Civil do Estado do Piauí (Sindepol), que tem registros de ratos dividindo o mesmo bebedouro que servidores na Central de Flagrantes de Teresina. Com risco iminente para a saúde de todos, os roedores são apenas a “ponta do iceberg”.
O Sindepol conta, ainda, que a situação da Central de Flagrantes está em consonância com as demais delegacias da cidade. Um laudo da vigilância sanitária atesta as condições de insalubridade e o risco constante de delegados, agentes, escrivães e a população em geral adoecerem. No bebedouro, que é usado por todos, há diariamente a presença de ratos.
“É um risco muito grande para a saúde não só dos servidores, mas também de quem frequenta o espaço. Sabemos que ratos podem transmitir doenças. É uma situação de insalubridade sem tamanho, é desumano. É de tirar a autoestima de qualquer policial”, conta a Delegada Andrea Magalhães, presidente do Sindepol.
Os roedores também estão presentes dentro das celas, também trazendo risco à população em cárcere, e em todos os lugares da central. O mal cheiro é insuportável. E como a central funciona 24 horas por dia, o sindicato cobra que a limpeza também deveria ser durante todo o dia, pois a situação é, de fato, desumana.
Andrea conta que a situação já está na justiça, que até o momento não julgou o processo. O Sindepol exige melhorias significativas na Segurança Pública do Piauí, ressaltando que, caso não sejam tomadas providências urgentes, o Sindicato tomará medidas judiciais cabíveis.
“Não é só uma questão de saúde. Já temos um efetivo reduzido e condições precárias de trabalho. Ainda somos obrigados a trabalhar com condições desumanas? É uma situação insustentável”, conclui Andrea Magalhães.

Secretaria de Segurança diz que situação é “pontual”
Procurada pela reportagem, a Secretaria de Segurança, através de sua Diretoria Financeira, em nota, informa que é pontual o problema encontrado na Central de Flagrantes de Teresina. A coordenadoria da CF promove um trabalho de conscientização dos servidores para que evitem deixar restos de comida expostos, principalmente na cozinha, descuido que termina por atrair ratos.
A delegada Ana Luíza também deverá estar colocando em ação nos próximos dias um plano de tratamento de resíduos sólidos, o que irá contribuir para o controle de pragas. No caso das demais delegacias da capital e interior a SSP-PI estará contratando empresa especializada para promover dedetização destes locais.
Fonte: MeioNorte | Edição: SIM NOTICIAS