segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Obras inauguradas às pressas pelo ex-prefeito Bernildo Val começam a apresentar falhas e leva riscos aos usuários

O ex-prefeito Bernildo Val (PSD) tentando se limpar com a população antes de sair de seu desastroso governo, fez mais uma lambança e inaugurou obras que não estavam concluídas. Bernildo tentou maquiar a reforma e ampliação de uma escola no povoado Barra do Longa, em Buriti dos Lopes. A escola foi entregue a população no dia 29 de dezembro pelo ex-prefeito e desde então já começou apresentar problemas e agora vai ser dor de cabeça para nova gestão.
Segundo Bernildo Val a Unidade Escolar Escórcio Alexandrino teria sido totalmente climatizada, pelo mesmo o ex-prefeito assim disse em rádios, blogs e canais de TV, porém somente a sala de informática está climatizada, o discurso era que esta mesma sala também estaria com aparelhos novos e prontos para uso, só que os computadores da instituição estão sucateados e quase sem condição de uso.
Nossa equipe de reportagem acompanhou os engenheiros Maynard Escórcio e Hermann Diniz, e constatamos o descaso e as falhas na obra que foi entregue a população sem estar pronta. A escola possui uma caixa de agua, a estrutura desta esta comprometida e com várias infiltrações, outros setores da escolas também estão visivelmente comprometidos.
Outra obra inacabada que foi entregue a população é o Centro de Atividades Esportivas e Culturais Vereador Pascoal Cardoso Miranda (CAESC) também no povoado Barra do Longa. O local está inclusive com rachaduras nas paredes, buracos no piso e outras avarias. Existe também problemas na instalação elétrica e falta iluminação no ginásio, tudo isso faz parte da herança negativa de Bernildo. O valor das duas obras juntas somam mais de meio milhão de reais. 
O prefeito Junior Percy lamenta atitude leviana do ex-prefeito e disse que o mesmo agiu para ludibriar o povo. “Nós não vamos deixar o dinheiro do povo descer pelo ralo, vamos determinar que nossos engenheiros e técnicos façam inspeção em todas as obras para garantir o bom uso do dinheiro público e a integridade das pessoas que vão usa-las” disse Junior.
Roberto William