quinta-feira, 20 de abril de 2017

CAIC receberá reforma e manutenção, diz secretário Roger Jacob

Além da já anunciada reforma da Escola Municipal Marielise Mourão, também deverá receber obras de reforma e manutenção urgente o Centro de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente, CAIC – construído pelo governo federal e inaugurado em Parnaíba na primeira gestão do ex-prefeito José Hamilton (1993/1996), com a denominação de Escola Municipal Professora Albertina Furtado Castelo Branco. O processo de licitação, inclusive, está sendo concluído.
A informação é do secretário Municipal Roger Jacob, que anunciou ainda as providências já tomadas para a recuperação de aproximadamente 50 aparelhos de ar condicionado que estavam todos sucateados, sem manutenção, o que vem causando enormes prejuízos para a população estudantil, já tendo havido, inclusive, casos de crianças que adoeceram por falta de climatização nas salas de aula. “Depois dessas duas escolas, está prevista a licitação para reforma e recuperação também demais 6 unidades escolares do município”, informa Roger.
De acordo com a professora Claudiane Santos Silva, da Escola Infantil do Caic (Caiquinho) a atual gestão já avançou com relação àquela Escola, que hoje recebe uma população estudantil muito grande, pois inclui, além do Bairro Piauí, o Planalto, Conjuntos Betânia I e II, Conjunto Raul Bacelar, dentre outros. Segundo informações, é a escola municipal com o maior número de alunos. Enquanto a Escola Roland Jacob está este ano com 900 matrículas o CAIC possui cerca de 1.600, com filas de espera aguardando desistências, segundo a professora Claudiane.
Ela elogiou a qualidade da merenda escolar atualmente ofertada e destacou as transformações positivas que estão ocorrendo na parte pedagógica. ”Agora estamos sendo ouvidos, a escola agora tem vigias, tanto é que com os feriados de carnaval e semana santa não foram registrados roubos, com a frequência que havia no passado”, destaca a professora, reconhecendo que ainda existem muitos problemas a serem resolvidos, sendo um dos principais a falta de climatização. Com relação à reforma da escola a professora lembra que na gestão passada quase todos os meses lá se apresentava uma equipe técnica da prefeitura fazendo anotações, como se estivesse planejando alguma obra na escola, o que não ocorreu.